DestaqueMemórias do Atheneu

Confira a lista dos concludentes do Curso Ginasial em 1968

Você lembra quem eram os formandos  do curso ginasial em 1968?

A turma que completa em 2019, 50 anos do ingresso no Curso Científico está listado abaixo em um arquivo recuperado e guardado pelo ex-aluno do Atheneu Sergipense, Lúcio José Sobral.

Em entrevista, ele conta como foi fazer parte de um colégio tão importante para educação em Sergipe. Confira:

Colegas do Atheneu: Como foi ser aluno do Atheneu Sergipense?

Lúcio Sobral: Foi um orgulho muito grande, pois estava no melhor Colégio do Estado, sempre era respeitado pela nossa farda.

CA: Quais as boas experiências que você ainda recorda dos anos no colégio?

LS: O respeito pelos professores e funcionários, e o zelo deles para conosco. Lembro-me bem de um pronunciamento do Prof. Leão, diretor na época, que disse “Quem não é aluno do Atheneu, já foi, ou tem vontade de ser”.

CA: Qual a importância e contribuição do Atheneu para sua formação profissional e pessoal?

LS: Foi muito grande, pois era um ensino de primeira, tínhamos os melhores professores e mesmo sem cursinho, estávamos aptos a enfrentar qualquer vestibular. No lado pessoal, me deu muitos ensinamentos, como respeito, limites e civismo.

CA: Qual o sentimento em participar dos reencontros e rever colegas e professores daquela época?

LS: Participar dos reencontros é muito emocionante. É reviver momentos felizes da nossa vida, rever amigos, colegas, professores e funcionários, escutar aquela sirene tocando novamente, realmente nos faz encher os olhos de lágrimas de tanta emoção.

Lúcio Sobral é ex-aluno do Colégio Atheneu, formado em Química Industrial pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), atualmente aposentado, reside na cidade de Salvador-BA. Os arquivos abaixo fazem do seu acervo pessoal, gentilmente cedido para esta publicação.

01

02

03

04

05

06

07

08

09

 

 

Anterior

CEMAS promove exposição comemorativa aos 148 anos do Atheneu Sergipense

Foto: Jadilson Simões
Próximo

Uma homenagem ao dia do professor

3 Comentários

  1. Helio Eduardo de Freitas Gomes
    24 de outubro de 2018 at 17:09 — Responder

    Me orgulho de ter estudado no Colégio estadual Atheneu Sergipense. Sinto saudades daquela época que já passou e não volta mais. Agora fica na lembrança!

  2. Helio Eduardo de Freitas Gomes
    24 de outubro de 2018 at 22:06 — Responder

    Luis Sobral fico grato por você ter guardado essa memória, porque isso faz parte da nossa história quando fomos estudantes de um colégio que era bastante respeitado. Hoje o ensino público não tem mais o seu valor porque os governantes desviam as verbas e não incentivam os nossos professores.Basta! Recordar é viver e foi bom saber que ainda alguém lembra de nós! E essa pessoa é você! Fico feliz por você guardar e lembrar da gente. Um abraço. Hélio.

    • 30 de outubro de 2018 at 11:15 — Responder

      Agradecemos o seu comentário e acesso ao nosso conteúdo Eduardo, pedimos que compartilhe com os amigos que também estão nesta relação e que você possa ter algum contato ainda, ao tempo que o convidamos para estar conosco no próximo dia 01 de dezembro, no Iate Clube Aracaju para o nosso 20º reencontro dos ex-colegas do Atheneu. Nos colocamos à disposição para esclarecer qualquer dúvida!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *